Homens dos quais o mundo não era digno

No final no ano passado um jovem de 26 anos morreu a flechadas enquanto tentava contactar uma tribo em extinção, isolada em uma das Ilhas Andaman na costa leste da Índia. O fato repercutiu internacionalmente com a usual polêmica da evangelização de povos isolados, e também diante da questão de como recuperar o corpo para … Continue lendo Homens dos quais o mundo não era digno

Menos é mais

Cresci em uma cidade que não tinha meninos de rua. Não, não era uma cidade rica dessas que a gente vê em revista, em algum país distante. Era aqui mesmo no Brasil, com casas de madeira, sem eletricidade ou água encanada, em ruas sem asfalto, no estado do Pará. Hoje já não é mais assim. … Continue lendo Menos é mais

Nossa Senhora da Força de Vontade

Um dos ícones modernos das resoluções frustradas, promessas não cumpridas e da depressão que se segue à comprovação do fracasso é a personagem principal do filme  "O Diário de Bridget Jones". Para quem nunca viu o filme (ou leu o livro), Bridget é uma mulher acima dos 30 anos, que não alcançou nenhuma das metas … Continue lendo Nossa Senhora da Força de Vontade

O dia em que eu devia ter dado graças

Há sete anos, quando me preparava para mudar para o Nepal, ganhei um computador e precisava instalar o software de edição de texto (tipo Office). Após anos baixando e usando material pirata, eu tinha acabado de tomar a decisão de "dar um jeito no jeitinho" e ser honesta em todas as minhas ações, inclusive no … Continue lendo O dia em que eu devia ter dado graças

O meu Mágico de Oz

Uma das características que mais gosto em Deus é sua onisciência. Desde a infância, sempre fui uma pessoa muito curiosa, cheia de perguntas, ávida por livros e todo tipo de informação. Para mim, então, ter total conhecimento de tudo é como possuir um fantástico super-poder. Quando criança, eu tinha um "Caderninho de Perguntas para fazer … Continue lendo O meu Mágico de Oz

O lixo esquecido que chamo de perdão

Quando começamos o blog, pensamos na ideia de sugerir temas mensais onde cada autor poderia discorrer sobre sua experiência naquela área, sua percepção e entendimento do assunto. O objetivo era termos uma diversidade de olhares sobre a mesma "imagem". Éramos apenas 6 inicialmente, e cada uma sugeriu 2 tópicos, os quais distribuímos pelos 12 meses … Continue lendo O lixo esquecido que chamo de perdão

Uma questão de vida ou morte

Ainda me lembro quando comprei meu primeiro celular. Foi uma questão de vida ou morte. Quer dizer, não tão dramática assim, mas bem importante. Eu morava no interior de Goiás e trabalhava na capital, há mais ou menos 70km da minha casa. Eu passava grande parte do dia na estrada e incomunicável do momento em … Continue lendo Uma questão de vida ou morte